Pages

24 junho 2013

Essa noite!

Essa, noite eu tive um sonho, um sonho que não foi bom, embora a definição do que é bom  seja amplamente relativa. Por minutos me deixei envolver por uma história sombria, aterrorizante, viajei por uma onda como as que conheço belíssimos  ensinamentos, com uma profundidade ,consciência  desperta, olhos atentos , porém com o coração apertado e a respiração curta, embora fosse uma onda energética tão real quanto tudo que vive e pulsa neste mundo ,não era boa, foi uma experiência tenebrosa , ruim, tive medo do horror que ali despertava em mim, o mal me prendeu de uma maneira tão sutil e profunda que nem com todos as minhas experiências e conhecimentos que eu tenho não me permitiram desamarrar aquele instante. Eu sempre soube de como o mal agia, em  recentemente comprovei que ele anda nas sutilezas , na mínimas entradas e possibilidades, porém nunca o tinha vivido de fato.
Essa noite, infelizmente ou felizmente vai saber, eu o vi, já o tinha visto em outras experiências, mas sempre de forma vitimada, assustada, ou por óticas terceirizadas,mas nunca tinha sentido na pele, no corpo, onde eu mesma, o fosse, e essa com certeza foi uma das mais aterrorizantes experiências que já tive , o pior  de tudo ou o melhor de tudo é que eu tinha e tenho plena consciência de quem eu era, e isso me deu um medo profundo, de que nada fosse um sonho, e de que o mal vivesse em mim. Àqueles minutos me valeram horas sem dormir, me valeram curtos estágios de sonhos terríveis onde o mal era eu, e então pouco tempo antes do dia nascer , eu recorri as orações, e nem sei porque demorei tanto para isso, de qualquer forma, as orações me eram desordenadas, como se eu as não soubesse, foi então que tive o entendimento convicto de como funciona tudo.
O mal é uma energia tão poderosa quanto o bem, em iguais proporções, e assim mantém o equilíbrio do planeta, quando se fala em mal, podemos pensar em muitas coisas , mas seja qual for as direções ou proporções que ele nos leve, nunca é de fato parar o mal, pois de certo modo, para qualquer tipo de evolução, dependemos do que de fato vivemos, para sermos merecedor, seja de qual for caminho, do bem e do mal, temos que vivê-los, e dali então seguir adiante, com o coração .
Somos todos iguais, todos bons e todos maus, temos dentro de cada um de nós o equilíbrio necessários para se viver neste mundo em harmonia com todas as forças em nosso livre arbítrio, e assim nunca poder desmerecer nossos irmãos, pois somos igualmente iguais, igualmente pecadores, temos nossos monstros e nossos anjos, temos um coração à bussolado , que nos norteia aos caminhos dos quais escolhemos por algum instante viver.
A única coisa que nos diferencia, é o momento da vida, andamos em círculos, sempre, uma hora ou outra nos encontramos, na ida ou na volta, cada um em um trecho, mas seja qual for esse trecho que estamos passando no momentos, nós já passamos e iremos passar por todos eles, viver todas as experiências, experimentar todas as energias, para descobrirmos quem realmente somos, para sermos verdadeiros, para sermos irmãos, para podermos compreender sem condenar aqueles que ainda não enxergaram , que não entenderam o sentido da vida.
As vezes me entristeço de ver quanta gente ainda vive , sem se perguntar o porque .
Não fácil viver neste mundo, aqui estamos sujeitos à todos os tipos de energias , e as vezes por um instante, por segundos crucias nos deixamos levar e perdemos uma encarnação inteira.
Essa noite tive consciência de que a disseminação do mal está nas mínimas , nos intervalos de pensamentos, e quando alojados, sem que percebamos vai contaminando nossas muralhas e quando vemos não temos abrigo, nós não só  vemos e mal, como vivemos e o propagamos.
Nesta minha existência, eu precisei de vivê-lo nem que por instantes através de um filme, e falando assim parece besteira, bobeira, mas não é!
Cuidado, nessa vida, nós só nascemos e morremos um única vez, porém temos diversas formas e maneiras de vivenciar outras vidas , por intermédio de todas as informações e histórias contadas.
Desse modo, somos um personagem a cada instante, seja em nossa vida proposta, ou vidas emprestadas por literaturas , desenhos, contos, novelas, filmes, fotos, experiências sejam ela qual for, cada historia história que chegue até nós é uma forma de experiência-las  sem encarne e desencarne propriamente de fato a cada nova forma se viver.
Tudo nós serve!
Nada é em vão!
Hoje eu acordei de um sonho, que mais pareceu ser uma existência perdida, e não perdida de ser em vão , mas de me sentir perdida em um mundo ao qual eu não esperava  ou  não soubesse vivê-lo, perdida, no sentido real da direção, graças a Deus eu acordei, tive consciência dos fatos que me levaram a viver esta dimensão.
Fiz minhas orações e quis registrar esse momento, para que jamais esquecesse das manobras da vida, e que outras pessoas pudessem através dessa história repensar em alguns fatos inacabados, e quem sabe conclui-los, quem sabe até mesmo tingir a reflexão por alguns minutos, e se fazer ver como todos são, aprender a não condenar aquilo que outrora vc mesmo possa a ter vindo à cometer, e alguém por misericórdia, não te condenou, e por isso, teve a chance de renascer!
Essa noite eu vivi um sonho!
Essa noite eu acordei de outro!


Mih Marimiano

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sonham comigo...